O que visitar em Petrópolis?

O que visitar em Petrópolis? Dicas imperdíveis da Cidade Imperial Fluminense

O que você faz para amenizar o calor: toma um banho de piscina, de mangueira, exagera no ar condicionado ou abre uma cerveja? Bom, Dom Pedro II criou uma cidade na Região Serrana do Rio de Janeiro. Graças a ele, hoje temos motivos mais do que justos para descobrir o que visitar em Petrópolis, a Cidade Imperial Fluminense.

Então capital federal, o Rio de Janeiro sempre teve o clima que lhe confere a alcunha de Rio 40 graus. Cansado do calor escaldante, o imperador escolheu Petrópolis e sua temperatura amena para passar os meses mais quentes do ano.

Essa decisão levou o desenvolvimento a esta região do interior, características que foram preservadas e hoje os turistas podem desfrutar de uma cidade bonita, segura, sossegada e cheia de verde.

Ao buscar pelo que visitar em Petrópolis, você vai se deparar com os palácios reais, pousadas charmosas, restaurantes incríveis, catedrais, feiras e museus.

São muitos atrativos para quem busca tranquilidade e ares de um certo requinte.

Se essa for a sua primeira visita aqui ao Oi, Rio!, saiba que somos um site que apresenta as diversas maravilhas da cultura fluminense!

O que visitar em Petrópolis?

A cidade já foi capital do estado na época do império e tem seu nome inspirado em Dom Pedro. Seu nome vem da junção da palavra em latim Petrus (Pedro) com a em grego Pólis (cidade), ficando “Cidade de Pedro”).

A cidade fica a 60km de Copacabana e 450km da capital paulista. É possível chegar a Petrópolis de carro ou de ônibus, com opções de partida de diversas rodoviárias do Brasil.

Quem for para Petrópolis precisa reservar pelo menos três dias na cidade para aproveitar o que de melhor tem por lá.

Veja também: Cachoeiras mais belas do Rio de Janeiro

Museu Imperial

Construído por Dom Pedro II, o prédio em estilo neoclássico está no centro histórico e é um dos principais pontos turísticos da minha lista do que visitar em Petrópolis.

Seu acervo inclui documentos, móveis, roupas, fotografias, esculturas e pinturas históricas que remetem ao Segundo Reinado. Os itens estão cuidadosamente organizados entre os cômodos do museu.

Ah, e para passear entre as salas, é preciso calçar pantufas para não arranhar o assoalho.

O palácio tem jardins muito bonitos e anexos de exposições. Porém, sem dúvidas, uma das atrações mais bonitas do Museu Imperial é o espetáculo de Som e Luz de Petrópolis. A apresentação noturna projeta imagens que contam a história do local na fachada.

Palácio de Cristal

O local é revestido em vidro, porém em estrutura de ferro. Inspirado pelos Palácios de Cristal de Londres e Porto, ele foi construído em 1844 para abrigar exposições de pássaros e flores.

Na verdade, o Palácio de Cristal de Petrópolis foi um presente do Conde D’Eu à Princesa Isabel, sua esposa. Atualmente, sedia eventos culturais, a Bauernfest, tradicional festa alemã.

Avenida Koeler

Mais bonita (e cara) de Petrópolis, a Avenida Koeler reúne edifícios históricos tombados como patrimônio. Trata-se do endereço das principais atrações turísticas da cidade, como:

  • Casa da Princesa Isabel;
  • Solar Dom Afonso;
  • Praça da Liberdade;
  • Museu Palácio do Rio Negro.

Então, muito do que visitar em Petrópolis está aqui. A rua foi projetada por Júlio Frederico Koeler, que elaborou o projeto urbanístico da cidade.

Cervejaria Bohemia

Uma das fábricas de cerveja mais antigas do país, a Cervejaria Bohemia foi inaugurada na cidade em 1853 e transformou-se em um cartão de visitas de Petrópolis.

Com 20 ambientes abertos para visitação, o espaço mostra a história da fábrica, da própria marca e o processo de produção da cerveja. 

Reunindo gastronomia e entretenimento, o passeio possibilita provar tanto o chopp quanto os diferentes tipos de cerveja.

Aproveite para comer petiscos e tomar uma boa cerveja no Boteco Bohemia, que tem música ao vivo nos finais de semana, sendo uma boa opção para reunir os amigos.

Catedral de São Pedro de Alcântara

Se você ainda mais sabe o que visitar em Petrópolis, reserve um tempo na agenda para conhecer a catedral que conta com uma certa mística em seu nome.

Alguns afirmam que o local é uma homenagem ao frade espanhol São Pedro de Alcântara, enquanto outros juram que o nome vem do segundo monarca português. Porém, ainda que seja responsável pela urbanização de Petrópolis, convenhamos, Dom Pedro II não foi canonizado.

Independente de qualquer disputa, a catedral é linda e um dos principais pontos turísticos de Petrópolis. Construída em 1884 em estilo neogótico francês, ela tem belíssimos vitrais, esculturas e pinturas em seu interior.

Ali dentro fica o Mausoléu Imperial, que guarda os restos mortais de Dom Pedro II, de Tereza Cristina e da Princesa Isabel.

Casa do Colono

A cidade de Petrópolis recebeu colonos alemães nos anos 1800, deixando importante legado histórico. A Casa do Colono foi construída em 1847 por estes imigrantes e, desde 1976, funciona como museu.

O local apresenta aos visitantes como era a vida dos colonos na região. Em seu interior, estão instrumentos pessoais, móveis antigos e outros utensílios que eram usados na época.

Casa Stefan Zweig

O escritor judeu austríaco Stefan Zweig fugiu da Alemanha nazista com sua esposa, Lotte, e veio parar em Petrópolis. Sua antiga residência, hoje, funciona como Memorial do Exílio, a Casa Stefan Zweig.

Ali, estão obras importantes do biógrafo e outros artistas, produtores culturais e cientistas refugiados no país.

Além de viver na casa, infelizmente, o escritor e sua esposa também se suicidaram no local.  

Parque Nacional da Serra dos Órgãos 

Entre as opções do que visitar em Petrópolis é importante destacar também aspectos da natureza exuberante da Região Serrana.

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos, por exemplo, abrange quatro municípios, entre eles, a cidade imperial. São 20 mil hectares de floresta, piscinas naturais, cachoeiras, grutas e lindas paisagens.

Ah, e dentro do parque, há uma das caminhadas mais bonitas do Brasil, a que leva o turista de Petrópolis a Teresópolis. Um trajeto incrível que dura três dias.

Casa da Ipiranga

Na sua lista do que visitar em Petrópolis, inclua uma passadinha na Casa da Ipiranga, também conhecida como a Casa dos Sete Erros, local que tem como principal característica a assimetria de sua fachada.

A construção tem arquitetura alemã e jardim projetado por Auguste Glaziou. Elegante, o interior tem lustres banhados a ouro e salas também revestidas com o metal precioso.

Ainda, há os painéis que refletem as viagens do antigo proprietário. Onde antes era a cocheira, hoje funciona o Restaurante Bordeaux.

Rua Teresa

No centro histórico, a Rua Teresa fica pertinho dos principais pontos turísticos de Petrópolis, sendo um dos locais de passagem quase que obrigatória. 

A rua tem várias lojas com opções de roupas e malhas com preço acessível.

Como você pode perceber, existe muita coisa para fazer em uma visita a Petrópolis. Faça seu roteiro com base naquilo que gosta e aproveite para fazer muitas fotografias e vídeos da viagem.

Depois volte aqui e comente qual foi a atração turística mais legal que você conheceu na cidade!

Além de ler aqui algumas opções do que visitar em Petrópolis, veja também a lista das melhores praias do estado para ir com a família, a história dos Arcos da Lapa e dicas de turismo em Paraty.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.